Sábado, 19 Agosto 2017 | Login
Dia D da campanha contra o H1N1 foi neste sábado. Dia D da campanha contra o H1N1 foi neste sábado.

H1N1: Moradores fazem fila para conseguir se vacinar Destaque

Ocorreu neste sábado (30) em diversos postos de saúde de todo o país, o chamado "Dia D” de vacinação contra a gripe. A ação, uma parceria do Ministério da Saúde com os estados e municípios tem como objetivo imunizar quase 50 milhões de pessoas em todo o país. A campanha segue até 20 de maio.

Em Piracanjuba, cidade a 87 km de Goiânia, e que contempla cerca de 24 mil habitantes, moradores enfrentaram filas para se vacinar.

De acordo com a secretaria municipal de Saúde, foram disponibilizadas 1480 doses para o Dia D. Ainda são aguardadas o envio de mais 1400 doses para atender a população de Piracanjuba. Não há porém, previsão para chegada das doses.

A campanha contempla crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, idosos acima de 60 anos, profissionais da saúde, povos indígenas e pessoas portadoras de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade.

O casal Betim Serra Negra e Lucimeire Brito aproveitaram para ir cedo ao posto de saúde. Eles são pais da pequena Luise Brito, de 11 anos. Betim conta que o dia a dia de muitas famílias de crianças com down é considerado corrido, porém de muita aprendizagem e amor. “Não podíamos deixar de vir. Então tiramos um tempinho e aqui estamos. A saúde da minha família está em primeiro lugar”, destacou. Além de Luise, o pequeno Heytor Brito de 4 anos também foi vacinado.

Prevenção
Outra forma de se proteger contra a influenza A é reforçar os cuidados com a higiene. Lavar as mãos com frequência, utilizar lenço descartável para a higiene nasal, cobrir a boca e o nariz com o antebraço e não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres e copos, são algumas das práticas recomendadas.

Transmissão e sintomas

O vírus H1N1 é transmitido pelas vias respiratórias, e os efeitos duram, em média, uma semana. A patologia afeta principalmente os brônquios, a boca, o nariz, a garganta e, ocasionalmente, os pulmões.

Os principais sintomas são febre acima de 37,8 graus, infecção aguda das vias aéreas, calafrios, mal-estar, dores no corpo, prostração, coriza e tosse seca. Em alguns casos, é possível ocorrer vômito, diarreia, fadiga e rouquidão.

Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde informou que disponibilizou às secretarias estaduais de saúde, até esta sexta-feira (29), mais de 38 milhões de doses da vacina. Foram adquiridas pelo governo 54 milhões de doses para a campanha de vacinação deste ano.

 

Betim ao lado da esposa Lucimeire e dos filhos Heytor, Luise e Jéssica de Brito.

População teve que aguardar na fila, mesmo do lado de fora do Posto de Saúde.




 

Ler 6036 vezes

Autor

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.